Tá Todo Mundo Mal - Jout Jout


RESENHA:Do alto de seus 25 anos, Julia Tolezano, mais conhecida como Jout Jout, já passou por todo tipo de crise. De achar que seus peitos eram pequenos demais a não saber que carreira seguir. Em "Tá todo mundo mal", ela reuniu as suas "melhores" angústias em textos tão divertidos e inspirados quanto os vídeos de seu canal no YouTube, "Jout Jout, Prazer". Família, aparência, inseguranças, relacionamentos amorosos, trabalho, onde morar e o que fazer com os sushis que sobraram no prato são algumas das questões que ela levanta. Além de nos identificarmos, Jout Jout sabe como nos fazer sentir melhor, pois nada como ouvir sobre crises alheias para aliviar as nossas próprias!

Conheci o canal de Jout Jout pelo famoso vídeo '' Não tire o batom vermelho '' , vídeo que trouxe a pauta relacionamentos abusivos e viralizou . No inicio eu não dei a minima e só semana passada que me dignei a entender quem era Julia Tolezano. Comecei do primeiro vídeo e não parei até ver tudo que foi publicado no canal e simplesmente fascinante . Ela é natural , ela fala de coisas como se estivesse com você numa mesa de bar , alguns possuem uma relevância enorme quase como uma utilidade publica outros são irrelevantes como o vídeo sobre o pé  , ela se reveza em cômodos comuns , sem cenário , sem maquiagem , sem o formato plástico que muitos adotaram como pré-requisito para ser um youtuber. E olha tenho que ressaltar que no auge dos meus 23 anos , eu já estava a ponto de abandonar o youtube . Após essa imersão na personalidade de Jout Jout  , foi que eu li seu livro ; Tá Todo Mundo Mal .
A proposta do livro é bem simples e similar ao do canal , lá consta uma série de crises que a maioria das pessoas já passou ou vai passar . O livro não ensina e não promete soluções , ele simplesmente mostra não somos os únicos a se sentir perdidos ou em crise  , e isso ajuda também.
Então indico o livro as pessoas que já curtem o canal , para as pessoas que gostam da simplicidade e para aquelas que sempre acham que são as únicas a sofrer com tudo .

You Might Also Like

0 comentários