Boa Noite - Pam Gonçalves


SINOPSE:Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.



Já considero Boa Noite o livro do ano , o engraçado ao ler o livro é que para quem acompanha a Pam viu o livro nascer e mesmo assim tudo foi surpreendente. Sempre gostei de autores que aproximam a realidade com a historia , e somos meios carentes de livros que retratam o cenário universitário nacional .Nos auge dos vinte anos as histórias que se passam no ensino médio começaram a ficar chatas. Agora se você se acha que esse livros se prende a apenas um tema ai que você se engana. Pam fez questão de incorporar na narrativa problemas que nos deparamos cotidianamente ; homofobia , violência , racismo , machismo e o principal a cultura do estupro. Só esse ano vimos as redes sociais sediando discussões e protestos ferverosos em relação ao tratamento que se e dado a vitimas de estupro . E para quem um dia frequentou uma festa universitária sabe que infelizmente não se trata de uma ambiente seguro , pois além do abuso do álcool existe a presença de drogas que facilitam a execução do crime . Mas calma ae ! O livro te remete a reflexão mas tem ainda seus momentos ''fofos'' como o romance de Alina. Eu indico sem medo, este livro a todos os jovens  , principalmente aqueles a beira da vida adulta  , pois as fantasias do ensino médio precisam ser um pouquinho mais realistas frente ao mundo que enfrentamos.


You Might Also Like

0 comentários